0

Arquitetura Integrativa – O Habitat da Nova Era

A_Arquitetura_IntegrativaA arquitetura integrativa é aquela que associa a arquitetura contemporânea (ensinada nas Universidades) com filosofias e artes ancestrais nascidas da observação, estudo e compreensão da Natureza. Integra em si, princípios como o Feng Shui, Geobiologia, Sustentabilidade, Permacultura e Geometria Sagrada. 

SAIBA MAIS EMhttp://www.habitatsaudavel.com/#!arquitetura-integrativa/c1cqt

0

Feng Shui – A Acunpunctura do Habitat

Feng_Shui

A tradução literal do termo “Feng Shui” é “Vento e Água”, nomes simples, mas com um profundo significado. A essência do “Vento” é o Ar, elemento vital para a nossa sobrevivência. Quanto à “Água“, é o mais precioso dos líquidos, sem o qual morremos rapidamente. A combinação destes elementos é sinónima de VIDA. Se vivemos em harmonia com os ventos e as águas da Terra, atraímos a boa sorte e a prosperidade. O conceito de uma vivência em harmonia com a natureza é uma ideia nova no Ocidente, mas há milhares de anos que tem sido praticada no Oriente.

SAIBA MAIS EMhttp://www.habitatsaudavel.com/#!feng-shui/ci4o

Vídeo
0

Natureza em Números

É impressionante como quase tudo na vida tem um padrão matemático conhecido por “Sequência de Fibonacci”.

Como não poderia deixar de ser o logótipo da “Habitat Saudável” também é constituído por 11 curvas de Fibonacci para a direita e 11 curvas para a esquerda, formando entre si ângulos de 33º.
Neste vídeo é notória a semelhança do nosso logótipo com o centro do girassol.

Isto é GEOMETRIA SAGRADA!

Vídeo
0

Documentário Home

10250320_252607241593194_4790822804019144433_n

Yann Arthus-Bertrand leva-nos numa viagem original à volta da Terra, para que possamos contemplá-la, entendê-la.

HOME” ajuda-nos a perceber a nossa relação com o nosso planeta. São revelados, em simultâneo, as preciosidades que ela nos oferece e as marcas que deixamos para trás, com um único objectivo: encorajar-nos a proteger o mundo. Este filme é um livro de viagens feito apenas com fotografias de paisagens aéreas. Do céu, podemos observar as correntes de água, as várias direcções dos caminhos, podemos compreender uma situação complexa com um simples olhar, sem recorrer a qualquer explicação. Como dizia Archimedes, “Dá-me um ponto de apoio e eu elevarei o mundo”. No nosso caso, aquele “ponto de apoio” é o nosso olhar.

Este filme incita a uma nova consciência. De facto, à medida que nos levantamos no ar, vemos o nosso mundo de uma maneira diferente, de uma forma como nunca experienciámos. “HOME” convida-nos a parar por um momento de modo a olharmos para o nosso planeta e percebermos como tratamos a sua riqueza e a sua beleza.