Copenhaga torna os telhados verdes obrigatórios

techos_verdes_azoteas_copenhague_dinamarca

A Cidade de Copenhaga une-se a Toronto como a segunda cidade que aprova uma lei que requererá que todos os telhados novos da cidade tenham algum tipo de vegetação, num esforço de combate à contaminação ambiental. A cidade espera que a cada ano sejam cobertos 5 mil metros quadrados.

No momento a cidade tem 20 mil metros quadrados de telhados. Para 2025, a meta é ser neutral em termos de carbono. Sem dúvida que a Escandinávia é uma zona pioneira na Sustentabilidade.

Toronto implementou já uma medida semelhante, observando-se que 21% da sua superfície é composta por telhados, existindo também a possibilidade crescente de instaurar novas áreas verdes, nestas áreas, dentro da verticalização urbana.

Os benefícios dos telhados verdes são notáveis, já que absorvem até 80% da chuva, ajudando a reduzir os problemas de inundação produzidos pelas tempestades. Ajudam a reduzir as temperaturas urbanas (efeito “ilha de calor”), protegem a edificação dos raios ultravioleta, contribuem para a filtração de poluentes e de dióxido de carbono, ajudam a isolar a acústica de um edifício, bem como de mudanças bruscas de temperatura, para além de produzir um diferencial estético e ambiental na edificação.

SAIBA MAIS EM:

www.archdaily.com.br/br/627595/um-teto-verde-a-cada-edificio-a-politica-de-copenhague-para-eliminar-as-emissoes-de-carbono-ate-2025

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s