A contaminação ambiental prejudica os pulmões das crianças durante a gravidez

prefeitura-monitorando-gestantesVários estudos foram realizados até à data sobre os efeitos adversos dos contaminantes atmosféricos nos pulmões das crianças e adolescentes em idade escolar.

Este novo estudo realizado por investigadores do Centro de Investigação em Epidemiologia Ambiental (CREAL) de Barcelona estudou os efeitos que tem nos pulmões das crianças a exposição das mães a contaminantes atmosféricos durante a gravidez. Este estudo determinou que o ar contaminado durante a gravidez, especialmente no segundo trimestre, é prejudicial para a função pulmonar das crianças e seu desenvolvimento.

Eva Morales, professora que dirigiu o estudo, comenta que teve como objectivo analisar a exposição à contaminação do ar durante os três trimestres da gravidez e a vida pós-natal, e, em seguida avaliar a função pulmonar das crianças até à idade pré-escolar.

Este estudo contou com 1295 grávidas, às quais se observou a sua exposição à contaminação do ar, e 620 crianças às quais se analisou a função pulmonar até aos quatros anos de idade.

Estes níveis de contaminação foram medidos através do dióxido de nitrogénio e dos níveis de benzeno. O resultado desta pesquisa deixou claro que a exposição a altos níveis de benzeno e de dióxido de azoto, durante a gravidez, está associada a uma diminuição dos parâmetros de função pulmonar em testes respiratórios. O volume respiratório forçado e utilizado como um marcador de obstrução das vias respiratórias era de 18,4 mililitros de benzeno e 28 mililitros de dióxido de nitrogénio nas mulheres expostas a contaminação durante o segundo trimestre da gravidez.

A diferença existente entre as crianças com mães que viviam em zonas mais contaminadas era muito grande relativamente a crianças com mães que viviam em zonas menos contaminadas. O risco de detioração da função pulmonar das crianças foi de 22% em mães cuja exposição a contaminação do ar por benzeno era alta e 30% em mães cuja exposição a contaminação do ar por dióxido de nitrogénio era alta.

Além disso, não houve evidência significativa de uma associação entre a vida pós-natal precoce, as exposições recentes e actuais a contaminantes do ar exterior com a função pulmonar em idade pré-escolar.

 Fonte: Infosalus.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s