Os telemóveis fazem mal à saúde segundo o Prémio Nobel da Medicina Thomas Südhof (2013)

Captura de ecrã 2016-08-20, às 14.58.08.png

“O alemão Thomas Südhof, vencedor do Prémio Nobel da Medicina, afirma que os smartphones produzem uma situação de stress contínuo que pode provocar transformações no cérebro e doenças como a síndrome de Burnout ou exaustão.A meio caminho entre a lenda urbana e a ciência, muito se tem falado sobre os possíveis problemas de saúde que os smartphones podem ocasionar. Habitualmente referimo-nos á possível radiação que emitem estes dispositivos, ainda que cada vez são mais as vozes que alertam para os problemas psicológicos e de dependência que podem causar, especialmente entre os mais jovens.

A esta nova corrente junta-se o alemão Thomas Südhof, vencedor do Prémio Nobel da Medicina, que afirma que os smartphones produzem uma situação de stress contínuo que pode provovar transformações no cérebro e doenças como a síndrome de Burnout.

Thomas Südhof, numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Sonntagzeitung, afirma que “(…) estamos sempre localizáveis e em alerta, conectados minuto a minuto ao nosso trabalho através do correio eletrónico. (…) muitas pessoas adoecem de síndrome de burnout, o que não é estranho se tivermos em conta a forma como vivemos hoje em dia agarrados aos nossos telemóveis“.

O burnout é uma situação de stress insustentável na qual a pessoa pode experimentar inúmeros sintomas como taquicardias, suores, secura na boca, pensamentos negativos, medos, falta de concentração, consumo de tabaco, absentismo laboral/escolar, etc. O esgotamento emocional também se pode caracterizar pela perda de recursos emocionais que favorecem a diminuição da capacidade de entrega aos outros, tanto pessoal como psicologicamente.

cerebro.jpg

Esta exposição continuada ao stress pode provocar transformações no cérebro que eventualmente conduzem a novos incidentes de saúde. Para evitar-los Thomas Südhof recomenda fazer pausas na utilização do telemóvel e distrair-nos com outros hobbies como a leitura. Desta forma conclui o cientista evitamos que se debilitem ou modifiquem negativamente as comunicações entre os neurónios do nosso cérebro.

O neurologista põe como exemplo a sua própria casuística diária para refletir a necessidade de desligar do mundo laboral, das relações interpessoais através da tecnologia e da vida pessoal de cada um – “Eu, ás oito da noite apago todos os dispositivos eletrónicos e não os volto a ligar até á hora do pequeno-almoço“.”

Fonte: http://www.ticbeat.com (adaptado)

 

 

One thought on “Os telemóveis fazem mal à saúde segundo o Prémio Nobel da Medicina Thomas Südhof (2013)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s