0

Possíveis efeitos da atividade solar e geomagnética na esclerose múltipla

tempestade-geomagnetica-solar-sol-terra.jpg

 

Leia com atenção este estudo científico publicado em Julho, na revista científica “Clinical Neurology & Neurosurgery”, o qual conclui que a atividade geomagnética solar pode constituir um fator de risco ambiental para a esclerose múltipla.

Fonte: www.clineu-journal.com/article/S0303-8467(16)30157-3/abstract

0

Açores com o dobro de tumores da traqueia, brônquios e pulmão: relação com o consumo de tabaco e não só….

CancrodosPulmoes2016.jpg

De acordo com o Registo Oncológico (RON) de todos os tumores na população residente em Portugal, os Açores apresentam o dobro de incidência de tumores da traqueia, brônquios e pulmão relativamente às restantes regiões de Portugal Continental.

De acordo, com este documento, o consumo de tabaco na região autónoma é considerado muito superior, sendo apontando como um fator potencialmente explicador de estes dados; contudo convém realçar que a elevada incidência do cancro no pulmão e vias respiratórias está associada à exposição ao gás radão e não apenas ao consumo de tabaco… Continuar a ler

0

7 de Novembro: Dia Europeu do Radão

Captura de ecrã 2015-11-7, às 13.38.46

Hoje, 7 de Novembro, comemora-se o dia europeu do radão. Trata-se de uma iniciativa da “Associação Europeia do Radão (ERA)” que tem como objetivo a consciencialização para os problemas inerentes à exposição ao gás radão. E nada melhor que aproveitar a data de aniversário de Marie Curie pioneira na investigação da radioatividade.

ESTEJA ALERTA E NÃO HESITE EM CONTACTAR-NOS PARA O AJUDAR A MELHORAR/RESOLVER ESTE PROBLEMA NA SUA HABITAÇÃO Continuar a ler

0

Situação preocupante…

 

ng4735052

ESTEJA ALERTA E NÃO HESITE EM CONTACTAR-NOS PARA O AJUDAR A MELHORAR A QUALIDADE DO AR DA SUA HABITAÇÃO

“RADÃO, CO2 E PARTÍCULAS FINAS DETETADAS EM ESCOLAS DO PORTO E BRAGANÇA

Asma, falta de atenção e, potencialmente, cancro. Um estudo da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto detetou encontrou mais de 50 escolas com agentes que podem ser perigosos para as crianças.

O resultado do estudo é claro. Em 65% das salas das escolas e creches de Bragança há mais radão do que a lei permite. Já quanto a um nível excessivo de partículas finas, este foi detetado em 84% das 58 salas do Porto e de Bragança que foram alvo do estudo. Continuar a ler

0

Stress Geopático – uma ameaça para o ambiente construído…

origen-naturalLeia com atenção este excelente artigo científico sobre a influência das geopatias na saúde humana.

Lembre-se que uma Geopatia (“Geos – Terra” e “Pathos – doença”) refere-se a um excesso, potencialmente prejudicial para a saúde, das radiações naturais que se registam num dado terreno. Este excesso pode ser provocado por alterações geológicas ou por alterações magnéticas e inclusive agravar-se, ainda mais, pela radiação de origem artificial que satura cada vez mais o nosso meio ambiente. Continuar a ler

0

A Geobiologia segundo o arquiteto Neufert

Em 1936 publicou-se a primeira edição alemã do livro “Arte de Projectar em Arquitectura” de Ernst Neufert, obra emconstante revisão e actualização, com várias edições (18ª edição em Portugal) e nela encontramos um capítulo específico com o título “Biologia da Construção”. Nesta obra, Neufert realiza um processo de síntese, abordando de forma concisa e extensamente ilustrada, uma ampla quantidade de informação, abordando as investigações e contribuições da Geobiologia, ciência que estuda a relação entre os seres vivos e o lugar no qual habitam.

SCAN0056SCAN0057 Continuar a ler

0

Efeito nefasto das zonas de stress geopático na frequência cardíaca e tensão arterial…

Tensao_Arterial_Frequencia_CardiacaESTEJA ATENTO AOS SINAIS EM SUA CASA…

NÓS AJUDAMO-LO A SABER SE ESTÁ A VIVER SOB UMA GEOPATIA

Um estudo publicado no “Jornal Indiano de Ciência e Tecnologia” relaciona as zonas de stress geopático com variações na pressão arterial e na frequência cardíaca. Este estudo mostra-nos que as pessoas que se encontram expostas a zonas geopatogénicas podem sofrer sinais de fadiga, esgotamento, depressão, nervosismo, dores de cabeça, formigueiros nos braços e pernas, assim como degradação do sistema imunitário. Continuar a ler