0

A radiação do Wi-fi provoca 47,7% de abortos involuntários

Captura de ecrã 2016-05-20, às 21.02.36.png

O segmento da população de maior risco por exposição a este tipo de radiação são as mulheres e as crianças, afetando especialmente as grávidas durante a sétima semana de gestação.

Um consultor da Organização Mundial de Saúde, John Goldsmith demonstrou que a exposição a radiação de microondas wi-fi converteu-se na principal causa de abortos involuntários. Um total de 47,7% dos casos, durante a sétima semana de gravidez são provocados por tais ondas. Continuar a ler

0

Protocolo com a “Campo aberto – associação de defesa do ambiente”

12670737_488094078044508_6715066251234686890_n.jpg

VANTAGENS:
– 10% de desconto em serviços de consultoria e estudos de geobiologia e biohabitabilidade (*);
– 10% de desconto em projetos de arquitetura integrativa.

Notas;
– (*)aplicável quando realizado o estudo de todo o imóvel.
– Estes descontos não são cumuláveis com quaisquer outras promoções/campanhas que estejam a decorrer.
– Descontos válidos para associados e seus familiares diretos (pais, filhos e cônjuges), bem como para colaboradores/funcionários
www.campoaberto.pt

 

0

Evidências sobre a relação entre ondas eletromagnéticas e saúde…

cem-campos-eletromagnéticos-influências-cérebro-prejudiciais-perigos-danos.jpeg

ESPECIALISTA AVISA… QUE AS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS PODEM ORIGINAR MUTAÇÕES FUTURAS

“Um especialista em doenças profissionais, advogado e autor do livro “Invisível, uma novela sobre eletrohipersensibilidade”, Jaume Cortés, alertou para o facto de as ondas eletromagnéticas poderem criar mutações nas gerações futuras.

Jaume Cortés assegurou numa entrevista ao jornal Efe “que os estudos científicos sobre eletrohipersensibilidade e doenças relativas a outras sensibilidades químicas permitiram concluir de que “existem campos eletromagnéticos que modificam o ADN das pessoas, o que pode criar mutações nas futuras gerações”. Continuar a ler

0

O uso do smartphone no bolso das calças ou no quarto durante a noite e a relação com a qualidade do esperma/infertilidade – NOVAS EVIDÊNCIAS

Captura de ecrã 2016-03-5, às 18.07.28.png

ESTUDO REVELA QUE NÍVEIS DE ESPERMA DE HOMENS, QUE TÊM OS SEUS TELEMÓVEIS NOS BOLSOS DAS CALÇAS, DURANTE O DIA, SÃO SERIAMENTE AFETADOS

Os telemóveis e a sua relação com a fertilidade masculina é um tema que tem sido amplamente explorado nas últimas décadas. Ainda que existam vários estudos que demonstrem que ter um smartphone/telemóvel na proximidade dos genitais afete a qualidade do esperma, ainda nenhum organismo oficial obrigou a que os fabricantes advirtam os seus utilizadores relativamente a este risco.

O último estudo científico que analisa este problema foi desenvolvido por uma equipa de investigadores altamente respeitados da “Technion University de Haifa”, onde analisaram durante 12 meses os hábitos relativos à utilização de telemóveis em 100 homens; para tal iam a uma clinica de fertilidade para conhecer a qualidade do seu esperma. Continuar a ler

0

Novo estudo relaciona radiação de antenas de telemóvel ao aumento da diabetes

file-26-mobile-tower.jpgUm renomado professor da “Universidade King Saud” (KSU) alertou para o perigo da radiação das antenas de telemóvel, afirmando que as emissões de radiação das antenas pode causar muitos riscos para a saúde.

Num novo estudo o professor, da Faculdade de Medicina da KSU, Sultan Ayoub Meo prova pela primeira vez que a radiação das torres causa Diabetes mellitus .

O estudo deste investigador foi publicado no “International Journal of Environmental Research and Public Health”, uma respeitável revista científica Suíça; neste estudo afirma que “este é o primeiro estudo adicionado à literatura científica mundial sobre a radiação e a sua ligação com a diabetes mellitus tipo 2”. Continuar a ler

0

Açores com o dobro de tumores da traqueia, brônquios e pulmão: relação com o consumo de tabaco e não só….

CancrodosPulmoes2016.jpg

De acordo com o Registo Oncológico (RON) de todos os tumores na população residente em Portugal, os Açores apresentam o dobro de incidência de tumores da traqueia, brônquios e pulmão relativamente às restantes regiões de Portugal Continental.

De acordo, com este documento, o consumo de tabaco na região autónoma é considerado muito superior, sendo apontando como um fator potencialmente explicador de estes dados; contudo convém realçar que a elevada incidência do cancro no pulmão e vias respiratórias está associada à exposição ao gás radão e não apenas ao consumo de tabaco… Continuar a ler